Saltar al contenido
Web de cirurgia plástica e estética

Artrite Juvenil

A maioria das doenças não sabe sobre idade, nacionalidade ou status social. Eles simplesmente se apresentam e geralmente causam sérios problemas para aqueles que começam a sofrer com esse mal. Independentemente da idade, as doenças podem ser crônicas, mesmo nas menores residências.

É o caso da Artrite Juvenil , que afeta severamente desde a infância, produzindo inclusive incapacidade para quem sofre, daí a importância de conhecer alguns aspectos específicos desse grave problema de saúde.

O que é a artrite juvenil?

É a artrite que se manifesta em crianças, desde tenra idade começa a aparecer. Causando danos graves às articulações, através de dores agudas geralmente insuportáveis, inflamação, rigidez e até imobilidade dos membros.

A artrite juvenil afeta principalmente os pés, mãos e joelhos, embora possa ferir qualquer articulação. Em alguns casos, danos nos órgãos internos foram estabelecidos em pacientes, sendo muito importante detectar esta doença a tempo de controlar seus efeitos degenerativos.

Até o momento, vários tipos de artrite juvenil foram identificados, sendo o mais comum a artrite juvenil idiopática. Esse tipo de artrite é tão agressivo que pode afetar o crescimento das crianças. O problema mais sério com artrite juvenil é que não é tão fácil diagnosticar.

Artritis reumatoide idiopática juvenil tratamientos y sintomas

Por que se produz?

Embora seja um pouco difícil estabelecer o diagnóstico, são conhecidas as causas que causam esta terrível doença: é um erro no sistema imunológico, porque é aquele que ataca e destrói seus próprios tecidos.

É por isso que diferentes formas de artrite juvenil ocorrem através de distúrbios autoimunes. Como se sabe, o sistema imunológico é responsável por proteger o corpo contra vírus e ataques externos. Nesse caso, o erro ocorre no momento em que o sistema imunológico ataca o organismo que deve se defender.

O trabalho do médico especialista nesses casos é de extrema importância ao tentar estabelecer a doença. Como a artrite juvenil, em suas diferentes formas, pode apresentar um sintoma que se assemelha a outra doença.

Diferentes tipos de artrite diopática juvenil

Sabendo um pouco mais sobre esta doença, a classificação mais conhecida dessa artrite juvenil é mostrada abaixo.

  • Artrite idiopática juvenil sistêmica: é a menos comum entre a artrite juvenil. Apresenta febre, dor e inchaço nas articulações e erupções cutâneas.
  • Artrite articular poli idiopática juvenil: é uma forma muito agressiva de artrite, pode se tornar artrite reumatóide. Um surto dessa artrite pode ferir várias articulações simultaneamente. Articulações grandes e pequenas, também das extremidades inferior e superior.
  • Artrite idiopática juvenil pauciarticular: essa variedade de artrite juvenil geralmente envolve 4 ou menos articulações. Geralmente afeta os joelhos e as mãos, com incidência nos olhos.
  • Artrite idiopática da artrite juvenil espondiloartrite: pode afetar seriamente a articulação sacroilíaca.

Além disso, o distúrbio em crianças apresenta sintomas semelhantes aos adultos.

Como saber ou diagnosticar a artrite juvenil

Existem basicamente duas maneiras de estabelecer o diagnóstico de artrite idiopática juvenil. O one-way é através dos testes analíticos necessários, por exemplo exames de sangue, raios X e testes nas articulações afetadas.

A outra maneira seria através dos sintomas gerais que o paciente apresenta. Para isso, é essencial a experiência do especialista, tendo em vista que a doença não é fácil de diagnosticar.

Análise de provas necessárias.

Na presença de alguns sintomas que sugerem o aparecimento da doença, recomenda-se a realização de uma série de exames laboratoriais para estabelecer o diagnóstico de maneira segura e confiável. Nesse sentido, o exame de sangue inclui o fator reumatóide.

Nessa série de exames, os especialistas geralmente incluem testes para determinar o status dos órgãos internos, especificamente as condições do fígado, baço e linfonodos.

As radiografias também fazem parte dos testes analíticos necessários, principalmente nas articulações. Às vezes, são coletadas amostras com uma seringa nas articulações inflamadas para um estudo mais detalhado. Isso é feito para detectar ou confirmar a artrite juvenil.

Sintomas gerais da doença

Se desejado, é o complemento para conhecer ou diagnosticar a presença de artrite juvenil em um paciente. Os sintomas mais comuns que se tornam aparentes e alertas sobre a ocorrência desta doença são vários. É muito importante conhecer pois ajudam a prevenir em que se converta em algo crônico.

  • As articulações podem apresentar vermelhidão, inchaço e alta temperatura.
  • Dificuldade em mobilizar qualquer membro, geralmente ocorre com as pernas.
  • Presença de dor lombar e rigidez nas costas que raramente desaparece.
  • O paciente pode ter febres recorrentes e intermitentes.
  • Erupções cutâneas acompanhadas de febre alta.
  • Pele pálida acompanhada por uma aparência de estar muito doente.
  • Os linfonodos incham acompanhados de dor constante.
  • Problemas de visão, vermelhidão dos olhos, dificuldade em ver a luz e visão dupla.

Tratamentos para curar ou melhorar a artrite idiopática juvenil

Se houver alguma dúvida de que a artrite juvenil, em suas diferentes formas, represente um problema sério para quem sofre dela. Apesar dos avanços científicos, essa doença continua sendo um poderoso inimigo que pode limitar a vida dos pacientes. A tal grau de ser impedido de levar uma vida normal.

Quando a doença é diagnosticada a tempo, é possível manter uma boa qualidade de vida. Daí a importância de conhecer os sintomas e fazer os testes correspondentes, se houver alguma suspeita. Atualmente trabalhando em dois tipos de tratamentos para combater a doença.

Tratamento biológico

O fornecimento de tratamento adequado para combater a artrite idiopática juvenil depende de vários fatores. Obviamente, a ideia é sempre aliviar a dor e a inflamação das articulações ou partes comprometidas.

Algo que os especialistas levam em consideração é o número de articulações que estão feridas. Se forem poucos, será suficiente aplicar analgésicos que não contêm esteróides. Os mais recomendados nesses casos são o ibuprofeno e o naproxeno para combater os sintomas.

O tratamento biológico muda quando a artrite está em estágio avançado. É feita referência à presença de erupções cutâneas, inchaço de várias articulações e linfonodos, além de febre alta. Nesses casos, é necessário o uso de medicamentos específicos que modificam a doença.

Artrite juvenil que modifica medicamentos anti-reumáticos

Seu acrônimo em inglês DMARD. Esses medicamentos foram desenvolvidos para controlar a artrite juvenil quando ocorre em estado avançado. Se o paciente tomar a medicação a tempo, é possível impedir o progresso da doença. Além de aliviar a dor e o inchaço do corpo.

Existem alguns medicamentos pertencentes a esse grupo que merecem destaque por seus bons resultados quando aplicados.

  • Metotrexato
  • Etanecerpt
  • Infliximab
  • Alguns outros que estão relacionados a este grupo de drogas.

Tratamento natural

É válido Tomar medidas de precaução que uma doença como a artrite juvenil representa.É por isso que algumas pessoas tendem a usar um tratamento natural em detrimento do biológico.

Alguns remédios naturais geralmente apresentam bons resultados na artrite idiopática juvenil.

Por exemplo, aplique compressas frias nas articulações afetadas. Alguns preferem usar o calor para relaxar os músculos.

  • Extrato de videira
  • Óleo de peixe
  • Óleo de borragem

Seguindo as recomendações médicas do seguro obterá bons resultados. Os pacientes que recorreram a esses tratamentos naturais relatam como a dor e o inchaço desaparecem logo após a aplicação.

Dieta para a artrite reumatóide juvenil

Um tratamento pode ser muito eficaz, mas deve ser acompanhado por alguma atividade física e boa nutrição. É por isso que a dieta recomendada para lidar com a artrite juvenil deve ser muito equilibrada. Rico em fibras naturais para fortalecer músculos e articulações.

Os nutricionistas também recomendam o consumo de cereais e frutas, além de ingerir bastante líquido durante o dia.O carboidrato também ajuda a tonificar os músculos, o que, por sua vez, pode reduzir as crises de dor.

Obviamente, seria aconselhável consultar diretamente os nutricionistas para obter a dieta certa. Levando em consideração que nem todos os organismos reagem igualmente a tratamentos e dietas.

Exercícios para aliviar as dores

A atividade física esportiva é essencial no tratamento para combater a artrite juvenil. É por isso que as crianças com esta doença devem permanecer ativas porque o exercício lhes permite manter músculos e articulações fortes.

Entre os exercícios para aliviar a artrite estão caminhadas, ciclismo, natação. É recomendável até aprender a se aquecer antes de algum exercício.

Existem alguns exercícios muito específicos que ajudam a aliviar a dor da artrite. Nesse sentido, você pode recorrer a um fisioterapeuta para instruí-lo nesse tipo de exercício.